globoesporte-camilamacedoescalada

Data da publicação: 14/09/2016
Leia no link original: [http://globoesporte.globo.com/olimpiadas/noticia/2016/09/agora-e-olimpico-paris-recebe-mundial-de-escalada-com-tres-atletas-brasileiros.html]

Por GloboEsporte.com

Competição conta com 500 atletas e é o primeiro grande evento da modalidade após se tornar olímpico; Brasil terá Janine Cardoso, Camila Macedo e Pedro Nicoloso

Dias antes da abertura dos Jogos do Rio de Janeiro, o Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou a entrada de cinco esportes para Tóquio 2020: surfe, skate, beisebol/softbol, caratê e escalada. Esse último, talvez o menos conhecido da lista, já terá o primeiro grande teste a partir desta quarta-feira, quando a cidade de Paris (França), recebe o Campeonato Mundial da modalidade. São mais de 500 atletas presentes, três deles brasileiros: Janine Cardoso, Camila Macedo e Pedro Nicoloso. O evento vai até domingo.

No Mundial, serão entregues quatro medalhas para os homens e quatro para as mulheres, nas provas de dificuldade, velocidade, boulder e combinada. Essa última, que soma o resultado das três categorias citadas, é a disputa olímpica. Portanto, nos Jogos de Tóquio, apenas o mais completo dos competidores levará a medalha de ouro. A modalidade ainda não entrou no programa paralímpico, mas no Mundial há uma categoria para atletas deficientes.

O destaque nacional é Janine Cardoso, especialista na prova de dificuldade. A veterana de 42 anos participa da competição pela sexta vez. No boulder, Camila Macedo e Pedro Nicoloso participam do evento. Pedro e Janine já disputam as eliminatórias na manhã desta quarta-feira.

Na prova de dificuldade, os atletas tem um certo tempo (seis minutos nas eliminatórias e oito na final) para subirem o mais alto em uma parece de 15 metros. Na categoria boulder, a dificuldade é grande, e os atletas precisam de técnica e força para passar pelos “obstáculos” da parece que não costuma ter mais de 4 metros. Na velocidade, o objetivo é chegar o mais rápido possível no topo de uma parede de 15m, geralmente em confrontos de mata-mata.